Amigos de Adriana Villela

31/05/2012

Sugestão de pesquisa acadêmica, de Eliane Brum

Uma linha de investigação interessante para um livro ou uma pesquisa acadêmica seria entender como a cultura da violência e a relação de promiscuidade de parte dos jornalistas de polícia com os aparatos de repressão da ditadura manteve-se e encontrou novas expressões a partir da retomada da democracia. (ELIANE BRUM – 28/05/2012 10h07 – Atualizado em 29/05/2012 08h09)

 

http://revistaepoca.globo.com/Sociedade/eliane-brum/noticia/2012/05/imprensa-que-estupra-parte-3.html, acesso em 30/05/2012

 

Anúncios

REFLEXÃO NECESSÁRIA de Eliane Brum: A imprensa que estupra

A imprensa que estupra

ELIANE BRUM – 28/05/2012 10h07 – Atualizado em 29/05/2012 08h09

A repórter que condenou e humilhou um suspeito não é exceção. O episódio mostra a conivência histórica entre parte da imprensa, da polícia e do sistema penitenciário na violação dos direitos de presos pobres (ou presos e pobres).

(…) Na semana passada, os responsáveis pela condenação e humilhação públicas de um suspeito negro, pobre e analfabeto descobriram que os jornalistas não estão acima da lei. Enfim, uma boa notícia. 

Leia a reflexão completa na Revista Época:

http://revistaepoca.globo.com/Sociedade/eliane-brum/noticia/2012/05/imprensa-que-estupra-parte-1.html


http://revistaepoca.globo.com/Sociedade/eliane-brum/noticia/2012/05/imprensa-que-estupra-parte-2.html


http://revistaepoca.globo.com/Sociedade/eliane-brum/noticia/2012/05/imprensa-que-estupra-parte-3.html, acesso em 30/05/2012

 

Blog no WordPress.com.