Amigos de Adriana Villela

31/05/2012

Ministério Público do DF denuncia sete pessoas por envolvimento no crime da 113 Sul

Filed under: Notícias — by amigosdeadrianavillela @ 1:45

O Núcleo de Investigação e Controle Externo da Atividade Policial e o Núcleo de Combate à Tortura, no último dia 10 de maio, ofereceu denúncia contra sete pessoas envolvidas nas investigações que tinham por objetivo elucidar os autores do triplo homicídio da 113 Sul

 

O crime foi praticado contra o ex-Ministro do Tribunal Superior Eleitoral e advogado José Guilherme Villela, sua esposa, a advogada Maria Villela e a governanta do casal, Francisca Nascimento da Silva.

 

Os denunciados e os crimes são:

 

1) Martha Geny Vargas Borraz, por falsidade ideológica (três vezes), fraude processual, denunciação caluniosa (três vezes), violação de sigilo funcional qualificado (17 vezes) e prática de tortura (três vezes);

 

2) José Augusto Alves, por fraude processual, denunciação caluniosa e prática de tortura (três vezes).

 

3) Flávio Teodoro da Silva, por prática de tortura (três vezes).

 

4) Rosa Maria Jaques, auto intitulada “vidente”, e seu marido, João Tocchetto de Oliveira, por denunciação caluniosa.

 

5) Guiomar Barbosa da Cunha e José Ailton Barbosa da Cunha, por falso testemunho.

 

Ao receber a denúncia, que conta com 60 páginas e descreve a conduta criminosa de todos os denunciados, o Juízo da 6ª Vara Criminal, a pedido do Ministério Público, levantou o segredo de justiça que havia sido decretado.

 

Fonte: Da redação do clicabrasilia.com.br

Disponível em:  Disponível em, http://www.clipex.com.br/clippings/cl0598/Conamp_LINK_250512.htm#conteudo9, acesso em 30/05/2012, acesso em 30/05/2012

Anúncios

1 Comentário »

  1. Enquanto o Ministério Público prossegue com a bem vinda investigação sobre os abusos das autoridades policiais neste caso, em que pese não ter investigado nenhuma das graves denúncias contra as atividades da Corvida ainda, surpreende-nos essa denúncia contra duas pessoas que nada tem a ver com os fatos investigados, ou seja, Guiomar e seu filho.

    Guiomar tem 73 anos de vida digna e respeitável, 40 dos quais dedicados a servir com gentileza e muita paciência a nossa família. Nenhum antecedente que a desabone. Durante as audiências de instrução do caso no Tribunal do Júri, restou demonstrada a má fé dos responsáveis pelas investigações na Corvida e nenhuma prova material das narrativas fantasiosas relatadas pela douta autoridade policial, por ocasião do indiciamento, entretando acatado pela promotoria.

    Esperemos todos que esse novo equívoco, essa denúncia contra os dois, seja imediatamente reconhecido pelo judiciário, por ocasião de sua defesa prévia e que o Estado comece a se por a caminho de buscar recompor os graves danos morais já causados a nossa família, a Guiomar, a nossa sociedade e a todos os interessados no devido esclarecimento deste crime, investigado de forma lamentável até aqui.

    justiça digna já!

    Comentário por amigosdeadrianavillela — 31/05/2012 @ 2:24 |Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: