Amigos de Adriana Villela

02/03/2012

Laudo derruba prova que incriminava Adriana Villela, Jornal da Record

Filed under: Notícias — by amigosdeadrianavillela @ 16:38
A bem vinda reportagem trata de dois assuntos diferentes, justapostos, dando margem a interpretações ambiguas.
 
http://videos.r7.com/laudo-derruba-prova-que-incriminava-adriana-villela-em-caso-de-homicidio/idmedia/4f511c54b51a866fcdc63ae7.html
publicado em 02/03/2012 às 16h38Só para esclarecer, que a responsável pelo inquérito na Corvida, a delegada Mabel, é que ainda deve responder pela “produção” do laudo que… tentava incriminar Adriana – se deus quiser e o diabo deixar. Esse assunto ainda não foi investigado pela Corregedoria, apesar das diversas denúncias de suspeição da delegada que foram apresentadas pela defesa de Adriana e pela própria OABDF em dez.2010. Agora, com esse novo laudo do IC, que mostra que nossas alegações eram de fato procedentes, esperamos pela devida e imediata apuração da manobra perversa da delegada Mabel, na tentativa de produzir falsas provas contra Adriana.

A filha do casal é uma vítima do crime contra seus pais e Francisca, junto com sua família e amigos. De nenhuma forma interessada nele, como a Corvida e o MP em ampla campanha pública de calúnia e difamação, num perverso e inadimissível conluio com os verdadeiros assassinos, tentam fazer parecer a fim de encobrir os diversos erros e os abusos cometidos pelos investigadores.

A delegada Marta responde pela chave que apareceu ainda em 2009 como “primeira prova material do crime” tentando incriminar outro inocente. Ela não tem nada a ver com produção do Laudo de datação das digitais de Adriana, que foi questionado pelo novo documento do Instituto de Criminalistica.

Após quase três anos, ainda temos esperança de que o Governo do Distrito Federal resolva investigar devidamente o caso e esclarecer a população, em vez de tentar produzir um arremedo de esclarecimento como o que foi produzido, com danos para todos nós? Pelo menos dois dos assassinos estão aí, confessos, aparentemente ainda ocultando parte do que aconteceu e seus verdadeiros comparsas e motivações (ainda pairam dúvidas sobre a forma de participação do terceiro acusado, o Mairlon, incluído por Leonardo e Paulo na cena do crime, após a misteriosa alteração dos depoimentos que passou a afimrar uma falsa versão de mandante, em vez da real motivação própria). Isso, porque a polícia da Corvida os utilizou para tentar encobrir os diversos equívocos graves por ela cometidos e ainda em curso, na forma de calúnia e difamação pública, resultando num processo cheio de vícios e manipulações.

Quando é que essa máquina de produzir falsas provas e falsos culpados vai parar?

Anúncios

Deixe um comentário »

Nenhum comentário ainda.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: